De todas as palavras que eu disse, nenhuma me surpreendeu tanto.
continua
em destaque
Eduardo Lourenço (1923-2020) | Revue Esprit

Eduardo Lourenço, grand écrivain portugais, qui avait fait des Essais de Montaigne un modèle de méthode pour appréhender son temps1, est décédé le 1er décembre 2020, à l’âge de 97 ans. Il fut l'auteur de plusieurs articles dans Esprit. continua em esprit.presse.fr
Interrogador Incessante.

Eduardo Lourenço é uma das grandes referências das culturas de língua portuguesa. O ensaísmo que cultivou, na senda de Montaigne e em diálogo com António Sérgio e Sílvio Lima, mas também com Unamuno e Ortega, é uma marca indelével que ficará como um sinal marcante da democracia portuguesa. continua
Anibal Pinto Castro

Meu caro Eduardo,
Não quero deixar de lhe mandar uma palavra mais pessoal junta à prosa “oficial” que segue inclusa.
Gostei muito de o reencontrar (e em boa forma!) ontem, na Guarda. E o mesmo direi da Annie.
continua