De todas as palavras que eu disse, nenhuma me surpreendeu tanto.
continua
em destaque
Eduardo Lourenço

Na sua análise de Portugal como Destino, Eduardo Lourenço afirma que Garrett e Herculano refundaram a pátria porque, «pela primeira vez e de uma maneira mais radical do que acontecera nas raras mas fortes crises que pontuaram a nossa história de nação independente. continua
Natércia Freire

Eduardo Lourenço:
Não pensou provavelmente, quando viu o seu artigo “Ausência-Régio” publicado no Suplemento que dirijo, na felicidade que me tinha dado.
Li-o, reli-o, antes de publicado. Li-o, reli-o, depois de publicado. Todas as leituras acabei orgulhosamente emocionada.
continua
I. S. Révah

Caro amigo,
Agradeço de todo o coração o envio dos seus dois livros, que me interessaram muito. Apreciei particularmente os seus capítulos sobre a heterodoxia e sobre “ideologia e dogmatismo”.
Demorei a escrever-lhe porque acabo de passar
continua