De todas as palavras que eu disse, nenhuma me surpreendeu tanto.
continua
em destaque
Eduardo Lourenço

Na sua análise de Portugal como Destino, Eduardo Lourenço afirma que Garrett e Herculano refundaram a pátria porque, «pela primeira vez e de uma maneira mais radical do que acontecera nas raras mas fortes crises que pontuaram a nossa história de nação independente. continua
Maria Velho da Costa

Caríssimo Eduardo,
Quando me escreveram da Imprensa Nacional a avisar que iria sair número de revista dedicado à sua pessoa, com textos de toda a gente que supúnhamos motivada ou disponível, lembrei-me de uma nossa conversa nessa Lisboa muito menos longínqua
continua
Fernando Pinto do Amaral

Meu caro Eduardo Lourenço:
Gostei muito de receber a sua carta a respeito do meu livro, e nem sei o que hei-de dizer-lhe perante a sua reacção. Só consigo repetir para mim próprio que o maior valor da chamada “literatura”
continua